1. OLÍVIA

Levo as flores para o mar
O céu está como eu sonhei

Tanto tempo só nós dois
E agora somos três

Ela me traz
A paz que eu sonhei

E só de agora imaginar
Ver seu sorriso iluminar

Tanto tempo eu esperei
E agora somos três

Ela me traz
A paz que eu sonhei

Ela chegou
Agora me encontrei

Ela chegou
Nunca imaginei

Enfim, enfim, Olívia.

2. ENTRE A FÉ E O CÉU

E o que dizer?
Quando a fé encontra o céu

E o que fazer?
Se os sonhos não são véus

Capazes de esconder
Os medos que nascerão

E o que entender?
Se o monstro não é réu

E o que perceber?
Se os olhos não são mel

Capazes de atender
Os desejos que nascerão

Capazes de surpreender
Os anjos que cairão

 

 

3. HERÓIS

Escute bem
Eu sou jovem, você também
Não nos satisfaz
Os ponteiros que comprei

Logo agora que deixei
Outros vícios por você
As memórias eu guardei
Imaginei se realmente vivi

Eu me condeno a te entender
A tentar mudar a cor do mar

Insulte-me
Seus heróis são os meus também
Em busca de paz
Nos terrenos que herdei

Logo agora que deixei
Outros vícios por você
As memórias eu guardei
Imaginei se realmente vivi

Eu me condeno a te entender
A tentar mudar a cor do mar

Eu confesso que errei
Ao me questionar
Ondas do mar

Eu mergulho no escuro que é você
Me aprofundo de tudo que se crê

4. O PREÇO DAS FLORES

No preço das flores, convém imaginar além
Nas cores dos santos, convêm nos indagar também

Enquanto eu descanso, alguém desiste sem ninguém
Enquanto pensamos em ter, alguém só precisa ser

E eu vou viver, eu vou te ver
Eu vou te defender

Enquanto desfruto, eu sei, a culpa é minha também
Eu pago pelas flores do Rei, eu sou um verme eu sei

E eu vou viver, eu vou te ver
Eu vou te defender

 

5. CÉU DE MONET

Raios caem do céu
Do céu de monet indagando

Avista no horizonte
Que há montes tão distantes, tão distantes...

E é só você e eu, eu e você
E é só você e eu no pensamento...

O sonho foi real entre nós dois
Lembranças não ficaram pra depois

Escreva num papel
Os versos mais inquietantes


Escreva lá no céu
Os refrões mais marcantes, mais marcantes...

E é só você e eu, eu e você
E é só você e eu no pensamento...

O sonho foi real entre nós dois
Lembranças não ficaram pra depois
Ficou de fato o que restou em mim
Conhece-te a ti mesmo como a mim

6. TANTOS PORQUÊS

Eu quero não ser aquilo que você faz questão de esconder
Eu sou tão real a ponto de me perder e me entender

São tantos porquês, tantos porquês...


O inferno é aqui, então junte-se a mim, vamos nos divertir
O tempo é o seu deus, então junte-se a mim, vamos nos distrair

São tantos porquês, tantos porquês...

7. PEDIDOS

Anote, anote o pedido que fez
Alarmes, alarmes pra não esquecer

Adote, adote o que te faz bem
Descarte, descarte o que ninguém vê

E tudo que eu te pedi, você respondeu
Você me atendeu e sorriu

Há sorte, há sorte por onde você vá
Se importe, se importe pois tudo vai mudar

E tudo que eu te pedi, você respondeu
Você me atendeu

E tudo que eu te prometi, você esqueceu
Desapareceu, mas sorriu

 

8. NÃO

Não se explique porque não
Não há nada a dizer senão
Sentar aqui e ver você

Eu sei, o que posso não quero ter
O que mostro é pra você
Não se contentar, Só apreciar

Mas não, não é competição
Não é pra ser em vão

E assim você nega o meu prazer
Em virtude de você
Conspirar em me fazer perder

Eu quis, conquistar o que sempre quis
Mas agora já não diz
O que eu mais pretendo escutar... E duvidar

Mas não, não é competição
Não é pra ser em vão

E não, não é intromissão
Não há um vencedor aqui